Padre Murilo de Sá Barreto: o Vigário do Nordeste

Padre Murilo de Sá Barreto: o Vigário do Nordeste

Categoria: Artigos

31/10/2020 Por: Professor José Carlos dos Santos


Dos verdes canaviais de Barbalha à Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte, foram 75 anos de vida, alegria e serviço ao Reino de Deus. Nessa sua existência, quase 48 anos de trabalho incansável pela evangelização dos romeiros da Mãe de Deus e dos afilhados do Padre Cícero Romão Batista.

Nesse caminhar, uma opção clara e decisiva: acolher com espírito humano e pastoral os romeiros nordestinos. Em Juazeiro do Norte, os romeiros encontraram, durante muito tempo, uma voz mansa, coração bondoso e com palavras sábias que ecoavam nos recantos do Nordeste brasileiro: Padre Murilo de Sá Barreto.

Quando foi consagrado a Deus, através da Ordenação Sacerdotal, adotou como lema de seu sacerdócio: “DE TODAS AS COISAS DIVINAS, A MAIS DIVINA É COOPERAR COM DEUS NA SALVAÇÃO DAS ALMAS”.

No início de 1958, Pe. Murilo foi designado pelo bispo Dom Francisco de Assis Pires para cuidar do povo de Juazeiro, começando como cooperador e em seguida como pároco da Igreja de Nossa Senhora das Dores. Uma inteligência brilhante, olhar atento e obstinado para servir, ele entrou num processo de conversão que o fez adentrar nas leituras e compreensões da multidimensionalidade da vida do Padre Cícero e com muita sensibilidade pastoral compreender o comportamento dos devotos para assumir a causa do Padre Cícero, a defesa incondicional dos romeiros e a luta pelo bem estar da população juazeirense. O romeiro reconhece em Pe. Murilo o verdadeiro amigo, pastor, educador, acolhedor e conselheiro.

O Monsenhor Murilo recebeu muitas homenagens de reconhecimento e valorização pelas suas virtudes, o incansável trabalho com os romeiros e a defesa das causas nobres da cidade de Juazeiro do Norte. A última homenagem em vida foi realizada em 31 de outubro de 2005 pela Universidade Regional do Cariri – URCA, que concedeu a outorga da medalha do mérito Antônio Martins Filho. Um justo reconhecimento à contribuição e à formação educacional, cultural e religiosa ao Cariri cearense.

Neste 31 de outubro de 2020, o Pe. Murilo completaria 90 anos de vida. Neste dia, é momento de gratidão, saudade e memória. A sua existência como homem íntegro, bondoso, caridoso, exemplo de sacerdote que consagrou sua vida pelo serviço e amor aos pobres do nordeste.  A sua história continua eternizada na cidade de Juazeiro do Norte e no coração do romeiro que o consagrou como o vigário do nordeste.

Comentários:

Inscreva-se em nossa Newsletter