“O amor jamais acabará.” (1Cor 13,8-10)

“O amor jamais acabará.” (1Cor 13,8-10)

Categoria: Artigos

05/05/2021 Por: Thomas Éric da C. Carvalho

Thomas Éric da C. Carvalho

Thomas Éric da C. Carvalho

Seminarista Estagiário da Diocese de Salgueiro-PE


Nestes dias antes da Ascensão do Senhor, iniciamos as nossas reflexões na Liturgia sobre o tempo da Igreja. No presente da comunidade, sinal visível da ressurreição é o amor que deve triunfar, mesmo sendo ele custoso, é ao mesmo tempo base de todo o desenvolvimento da comunidade. Mas vale lembrarmos de modo maduro alguns pontos:

Não amamos a todos do mesmo jeito; amor requer reciprocidade e subjetividade. O que nos salvará em termo de maturidade e equilíbrio, será o amor primeiro a nós mesmos, não esperando nada em troca do outro, e nunca agindo por comparações ou lamurias negativas, até mesmo culpando o outro, dizendo que se é assim por causa do que me fazem na comunidade.

No dia que entendermos que viver e morrer são atos solitários, entenderemos que a travessia da vida é mais solitária que participada: o mistério dessa travessia é entender quem sou só; mesmo rodeado de pessoas, somos sempre sós, mas uma solidão em Cristo.

O caminho da maturidade é aprender a conviver com o outro sem esperar o que ele não pode dar, nem oferecer aquilo que eu não sou capaz de doar. Mesmo em comunidade, na sociedade ou em família, nosso caminho será sempre individual interiormente.

O nosso maior problema é querer que o outro viva o que ele não pode viver. Quando entendermos a nossa subjetividade e a nossa personalidade, não faremos confusões. A verdadeira religião, a da caridade oblativa e agápica, deve transformar a vida interna, retirando a autosuficiência da nossa pobre humanidade. Aquele que conservar apegos a ideias, funções, cargos, estrutura , não será  na comunidade um ser diferenciado, sem sinais de ressurreição,  sem participação frutífera, pois será mais ele do que Cristo.

 

Paz e Alegria

 

Thomas Éric da C. Carvalho

Seminarista estagiário da Diocese de Salgueiro-PE

Comentários:

Inscreva-se em nossa Newsletter

Inscreva-se em nossa lista de e´mails para receber notificações de notícias, eventos e outras informações da Basílica Santuário Nossa Senhora das Dores.